Publicidade

Saúde

Saiba como evitar a dengue nas áreas externas do condomínio


Postada em 21/06/2019 às 10:50
Por Revista Área Comum

Pixabay

O combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor de doenças como dengue, chikungunya e zika vírus, vai além de ações individuais. Em se tratando de condomínios, as áreas comuns também devem ser foco da atenção de todos a fim de preservar a saúde coletiva.


Por isso, é importante verificar com frequência se existe acúmulo de água em algum local. Caso haja, é preciso providenciar seu escoamento. Investir em tela de nylon para a proteção de ralos externos e canaletas de drenagem para a água da chuva também são boas medidas, além de manter lajes e marquises desobstruídas e sem depressões.


Quanto às plantas, substitua a água dos pratos e pingadeiras de vasos por areia grossa até a borda. No caso das caixas d’água, o ideal é mantê-las vedadas e sem frestas. Já para as piscinas, a indicação é realizar o tratamento adequado com cloro.


Os vasos sanitários sem uso diário devem estar sempre tampados, assim como as caixas de descargas.


Cabe ao síndico promover a conscientização de moradores e funcionários. Distribuição de folders impressos com orientações é alternativa viável, além de fixação de cartazes nos murais alertando sobre os perigos e formas de prevenção das doenças relacionadas ao inseto. A reunião de condomínio também pode ser palco para o debate do tema.


Publicidade

Buscar
Conecte-se