Publicidade

Artigos

Pavimento intertravado: uma boa opção para os condomínios


Postada em 05/09/2019 às 12:43
Por Caroline Umbinger*

Pixabay

O pavimento intertravado é de uso comum no Brasil em áreas públicas, como praças e calçadas, ou em áreas externas de condomínios e garagens. Trata-se de material cimentício que possui diversos formatos, texturas, cores e tamanhos. Usualmente substitui os paralelepípedos, que são materiais mais rústicos, bem como os pisos de concreto moldados ou os de asfalto.


Entre os benefícios do uso dos pisos intertravados estão sua rápida montagem e o fato de serem peças pré-moldadas, o que garante regularidade e os tornam alternativas mais baratas em muitas aplicações. Outro atrativo é o apelo estético, por ser possível formar vários tipos de layouts e cores.


Ao escolher esse pavimento é essencial que o usuário se atente ao uso final. A área de uma garagem onde haverá trânsito de carros precisa de um piso com maior resistência mecânica se comparado ao piso usado em uma praça, por exemplo. E esse detalhe pode fazer toda diferença, já que a errada aplicação do produto pode levar a quebra das peças e ao desgaste superficial (desgaste a abrasão) que, além de ocasionar acidentes, ainda deixa um aspecto desagradável e pode gerar pó. Contudo, quando bem aplicado, as características do pavimento permanecem inalteradas por muitos anos.


É necessário ainda se atentar à permeabilidade do pavimento. Alguns tipos possuem encaixes que permitem a passagem de menor fluxo de água. Outros, mais espaçados, precisam da adição de britas entre eles. Há também modelos próprios para o crescimento de grama entre os pisos. Nesta área permeável, a água - principalmente a da chuva – transpassa, não permitindo que ocorram alagamentos no local. 


A instalação é simples, sem necessidade de ferramentas, máquinas ou mão de obra especializada. Os pisos são facilmente assentados sobre uma camada de areia ou pó de pedra, essencial para o sucesso do pavimento. Como trabalham por intertravamento, não há a necessidade do lançamento do rejunte de argamassa. O tempo de cura e secagem é dispensável por ser pré-moldado e o tráfego de pessoas pode ser liberado imediatamente após a aplicação.


Para locais onde há necessidade de pisos mais permeáveis, devido às chuvas intensas ou solos que possuem baixa permeabilidade, uma alternativa são os pisos permeáveis de concreto. Porém ao escolhê-los deve-se atentar a sua resistência mecânica.


Quando há a necessidade de manutenção ou troca do pavimento, este pode ser removido total ou parcialmente com grande facilidade. Isto simplifica a manutenção de redes subterrâneas, bem como de reformas.


Por serem fabricadas com concreto, as superfícies dos pisos intertravados são antiderrapantes, oferecendo assim maior segurança a veículos e pessoas se comparado a outros tipos de pavimentos. Por isso, podem ser usados em rampas ou curvas sinuosas, permitindo que motoristas tenham mais controle de seus automóveis.


O pavimento intertravado no geral é apresentado como uma solução eficiente em questões econômicas, ambientais e de aplicação para condomínios. Vale o estudo de viabilização do mesmo.


 


*Caroline Umbinger é engenheira da Geocontract


 


Clique aqui para fazer o download da revista