Chineses são estrangeiros mais predominantes em condomínios de São Paulo, diz pesquisa

Convivência São Paulo
Pixabay

Os chineses são os moradores estrangeiros mais frequentes nos condomínios de São Paulo, revelou pesquisa da AABIC (Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo) divulgada nesta segunda-feira (4).

De acordo com o levantamento, moradores nativos da China são maioria em 29% dos empreendimentos da Capital quando considerados apenas os condôminos gringos. O percentual é superior ao número de americanos, que são maioria em 21% dos condomínios. Os argentinos vêm em terceiro, predominantes em 14%. Coreanos, franceses, alemães e libaneses também aparecem entre os estrangeiros mais frequentes.

A pesquisa foi realizada no mês de setembro em 894 condomínios administrados por associadas à AABIC e também revelou outros aspectos do perfil do condômino estrangeiro. Mudança de emprego e busca por melhores condições financeiras estão entre as principais razões que motivam a migração para o Brasil. A maioria mora em condomínios de médio padrão (56%), predominantemente na Zona Sul (36%) e no Centro (29%).  

A AABIC também perguntou para as administradoras se as empresas sentem que a vinda dos estrangeiros e a procura por imóveis em São Paulo vêm crescendo nos últimos anos. Cinquenta e sete por cento das administradoras alegam que “sim”, 14% informam que “não” e 29% disseram que “talvez”. 

Deixe um comentário