Custos condominiais registram estabilidade em setembro, diz Secovi

Questões fiscais São Paulo
Pixabay

Os custos condominiais na Região Metropolitana de São Paulo apresentaram estabilidade em setembro em relação ao mês anterior, segundo o departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação).

A variação acumulada em 12 meses (outubro de 2018 a setembro de 2019) foi de 4,64%, percentual acima do IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado), da Fundação Getúlio Vargas, que apresentou variação de 3,37% no mesmo período.

Os itens Conservação e Limpeza subiram 0,03% no mês e 3,32% no acumulado de 12 meses. As despesas com Manutenção de Equipamentos e Diversos tiveram variação mensal negativa de 0,01% e crescimento de 3,38% no acumulado. Os itens Pessoal e Encargos e Tarifas permaneceram estáveis no mês e, no acumulado, a variação foi de 4,33% e 7,19%, respectivamente.

O Icon (Índice de Custos Condominiais) serve como parâmetro das variações dos custos dos condomínios residenciais. No entanto, não deve ser utilizado como um índice de reajuste da taxa condominial.

Deixe um comentário