Ifood deverá indenizar condomínio por furto de capacete de entregador

Casos de polícia São Paulo
Reprodução/Youtube

O aplicativo de entregas iFood e um restaurante foram condenados a pagar indenização de R$ 1.700 a um condomínio em São Paulo após um entregador furtar o capacete de outro motociclista dentro do residencial, que ressarciu a vítima.

Em sua decisão, o juiz André Augusto Salvador Bezerra, da 42ª Vara Cível da Comarca de São Paulo, disse que apesar de o aplicativo alegar que não possui vínculo empregatício com os colaboradores, há, sim, responsabilidade da empresa sobre os entregadores.

“Não pode o Estado Juiz acolher uma tese jurídica que coloca uma empresa em situação que poderia ser definida como a melhor dos mundos: não se responsabilizar perante seus entregadores que cumprem corretamente suas funções em condições urbanas adversas, sob jornadas de trabalho ilimitadas e desprovidos de qualquer seguro empregatício contra infortúnios e, da mesma maneira, não se responsabilizar pelos atos de eventuais entregadores que não cumprem suas funções, causando danos a terceiros, como sucedido com a autora”

O restaurante, por sua vez, também afirmou não ter responsabilidade sobre o crime, já que o pedido foi feito via iFood. O magistrado, novamente, ressaltou a culpabilidade do estabelecimento.

Tanto o aplicativo quanto o restaurante devem dividir o pagamento da indenização. A decisão ainda é em primeira instância e as empresas podem recorrer da sentença.

Deixe um comentário