Mancha escura surge no mar devido à obra em condomínio

Acidentes Pernambuco
Reprodução/TV Globo

Uma mancha escura apareceu no mar da Praia de Muro Alto, em Ipojuca, em Pernambuco, e tem preocupado moradores e turista. A situação se dá por conta de uma obra feita no condomínio Ekoara Residence. O serviço chegou a ser embargado pelo prefeitura em dezembro de 2019 por, supostamente, fazer descarte irregular de resíduos de construção.

Quem frequenta o local diz que a cor da água mudou desde que o condomínio começou a obra no local. Na praia, há uma máquina despejando um líquido na areia, que escorre até o mar.

Na última segunda-feira (13), a CPRH (Agência Estadual de Meio Ambiente) informou que notificou o condomínio para que apresente laudos conclusivos e laboratoriais da mancha sedimentar.

Apesar da cor alterada, a água que escorre não tem cheiro forte. Segundo o engenhaeiro responsável pela obra, Francisco Nelinho da Silva, a água escura não traz nenhum risco à população, uma vez que se trata de material orgânico.

A prefeitura de Ipojuca disse, por meio de nota, que a fiscalização e o licenciamento ambiental da obra, que é de contenção do mar, são de responsabilidade do governo do Estado. Informou ainda que a gestão municipal embargou o serviço de forma preventiva e que a obra foi retomada após um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), ficando determinados horários e procedimentos adequados para realização da escavação.

A CPRH, por sua vez, informou que a obra de contenção da erosão marinha é licenciada por ela e diversos outros órgãos, como Superintendência do Patrimônio da União e Capitania dos Portos, e tem a anuência da prefeitura, “utilizando uma tecnologia limpa”. Mesmo assim, assegurpu que notificou o empreendimento através do Auto de Intimação nº 01422/2019. 

Deixe um comentário