Prédio era usado para estocar mercadorias falsificadas em Porto Alegre

Casos de polícia Rio Grande do Sul
Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil em conjunto com a Receita Federal realizou uma operação nesta segunda-feira (10) e descobriu um prédio de quatro andares no Centro de Porto Alegre que era utilizado como depósito para mercadorias falsificadas.

Entre os produtos no imóvel da Avenida Júlio de Castilhos havia roupas, eletrodomésticos, eletrônicos, capas de celular e guarda-chuvas.

De acordo com o delegado responsável pela ação, Joel Wagner, esta operação serviu como ponto de partida para identificar outros locais utilizados para depósito de mercadorias falsas.

O prédio foi lacrado e as autoridades esperam identificar os proprietários dos materiais, que poderão responder por crimes contra a ordem tributária e contra a relação de consumo.

Deixe um comentário